GRANDES TÉCNICOS

 

Grandes técnicos…

Saudações queridos Tricolores…

Analisando bem e pude notar algo que chamou minha atenção é o fato que dois comandantes que já atuaram no Maior do Mundo estão se destacando nos clubes rivais.

Irônico não, mas sem duvidas algo atual, como pode certos treinadores que eram tão questionados no comando do São Paulo Futebol Clube, agora serem adorados e reverenciados no comando de seus novos clubes. Sim grandes técnicos que tiveram sua passagem no time do Morumbi, assim como nos trouxeram alegrias, eles também nos trouxeram tristezas, até chegar o ponto de condená-los outras, o odiamos, mas na realidade bate um certo arrependimento quando vemos eles brilharem em outros clube, cujo não é o nosso,  e relembrar que quando tínhamos eles poderíamos ter tudo, mais por um ou outro jogo acabamos pedindo suas cabeças e literalmente mais tarde acabamos nos arrependendo de tudo.

Olha o caso do Muricy que foi demitido por não ter conseguido nenhuma libertadores e olha ele como sempre, um ótimo estrategista e sempre concertando as equipes as quais comanda,está na final da Libertadores com um dos nossos rivais: o Santos.Ironia, sorte do destino,não sei definir, só sei que ele chegou até lá, e se não bastasse isso, foi ele quem se encarregou de acabar com nossos sonhos na semi do Paulista, com sua mente brilhante e extraordinário talento, provou mais uma vez que é e sempre será o melhor treinador do Brasil. É MURICY…É MURICY…

E o Ricardo Gomes o que dizer dele??

 

Após a demissão de Muricy o São Paulo precisava de um substituto por isso em 20 de junho de 2009 Ricardo Gomes foi anunciado como novo técnico do São Paulo.A negociação foi anunciada pelo presidente do clube, Juvenal Juvêncio, após concretizá-la. Isso significou a volta de Gomes a um time do Brasil, já que seu último trabalho no país havia sido em 2004, no Flamengo… Mas sua passagem no São Paulo não durou muito pois no dia 6 de agosto de 2010, com o término de seu contrato, os dirigentes do São Paulo decidiram não renovar. Em 2 de fevereiro de 2011, foi anunciado como novo treinador do Vasco da Gama. onde pegou um elenco desmotivado e conquistou a Copa do Brasil de 2011 ( Fonte: Wikipédia).

O que temos agora no nosso comando é o técnico Paulo César Carpegiane, que após duas eliminações seguidas, quase foi mandado embora, não sabemos se o futuro dele no São Paulo será certo, mas ao meu ver, ele esta tentando se recuperar do baque, vamos ver até quando durará…

Se olharmos para trás o que fica na nossa mente.Será que eles fizeram um bom trabalho no tricolor? Ou deixaram a desejar como tecnico?

E ai queridos tricolores qual a opinião de vocês, Muricy e Ricardo Gomes fizeram um bom trabalho no nosso querido tricolor???

Uma ótima semana a todos…

Bjus

Diiii

@diii29: Paraense, eterna criança, jogadora de futsal e acima de tudo São Paulina de corpo, alma e coração. É colunista no Soberanos, escrevendo suas colunas às segundas

BÉLA GUTMANN

“O passa-repassa-chuta são indispensáveis para chegar ao golo. Marca e desmarca. Se a bola não é nossa, marca. Se a bola é nossa, desmarca. Este é o principio fundamental do futebol!”
(Béla Gutmann, 1962).

 

O São Paulo já teve um treinador húngaro? Vocês vão dizer que o São Paulo teve inúmeros treinadores, desde uruguaios a argentinos, mas húngaro definitivamente não.

Isso mesmo, vocês estão absolutamente…errados!

Por incrível que pareça o nosso Tricolor já teve um treinador vindo da Hungria e o seu nome era Béla Gutmann.

Na década de 50 o futebol húngaro era fantástico com Puskás e cia.

Já Béla Gutmann chegou carregando na bagagem o título italiano de 54/55 com o Milan e o uruguaio de 1956 com o Penãrol.

A única condição para trabalhar era que o os dirigentes contratassem nada mais nada menos que Zizinho na época para muitos o melhor jogador do Brasil e ídolo de um garoto chamado Pelé. Os dirigentes aceitaram a condição e trouxeram o mestre Ziza já aos seus 35 anos.

Ele se juntou a um bom time que ainda tinha no seu elenco nada mais nada menos que Canhoteiro. Foi este time que chegou e ganhou a final do Campeonato Paulista de 1957 e não pôde dar a volta olímpica como disse no “Tarde das Garrafadas”  publicado aqui no Soberanos.

Depois de se sagrar campeão com o Mais querido. Béla Gutmann voltou para Europa para quê? Ser campeão pelo Porto ao lado de João Carlos Bauer o “O Monstro do Maracanã” que jogou no São Paulo. Foi Bauer que informou a Gutmann sobre uma jovem promessa de Moçambique. Promessa esta chamada Eusébio da Silva Ferreira que foi para o Benfica em 1960 quando o húngaro assumiu como técnico no clube. Esta parceria rendeu jogos históricos, como o jogo em que Eusébio- “O Pantera Negra” marcou 3 gols no Santos de Pelé (que marcou 2) e venceu a equipe da Vila Belmiro por 6 x 3 pela final do torneio de Paris em 1961. A parceria conquistou títulos históricos como os Nacional Português, Taça Portuguesa e Liga dos Campeões.

Béla Gutmann fez história por tantos títulos conquistados em tantos grandes clubes do futebol mundial.

A sequência de 1955 a 1962 é fantástica. Palmas para o húngaro Béla Gutmann.

 

Falar de tantos bons nomes da história do futebol como Eusébio, Zizinho, Pelé e Canhoteiro,

me faz terminar o texto com uma ótima música do Chico Buarque chamada: “Futebol”.

Bom fim de semana Soberanos e amantes de bom futebol e boa música.

ARVE Error: no id set

BORGES

Foto: IG
Foto: IG

Chegou ao Tricolor Do Morumbi em 2007 após uma passagem bem sucedida pelo Japão.

Borges acreditava que atuar pelo Maior do Mundo era o maior salto de sua carreira.

“É a chance de abrir as portas para o mundo inteiro, porque todo mundo estará me vendo.Aqui a visibilidade é muito maior e a cobrança também” – entrevista UOL

Ele era definido pelo tecnico Muricy Ramalho como “Goleador, que tem como caracteristica fazer gols.Ele pode jogar tanto ao lado de Aloisio, porque busca o jogo pelos lados do campo, como jogar mais preso na area” – disse o comandante Tricolor

ARVE Error: no id set

Nesse mesmo ano o São Paulo conquistava com a ajuda de Borges o  Bi Campeonato Brasileiro.

Em 2008 o atacante voltou de férias e o São Paulo tinha contratado o Imperador Adriano e seu nome não aparecia como opção para formar dupla com o novo atacante. “Todo mundo falava em Adriano e Aloisio, Adriano e Dagoberto, mas meu nome não aparecia”

Nesse momento ele pensou em deixar o Tricolor, recebeu uma proposta milionaria para atuar pela equipe do Dubai, mas resolveu ficar porque nunca ouviu do treinador que ele estava descartado.

“Se eu soubesse que não tinha chances de jogar, iria embora, dar um novo rumo na carreira” disse o atacante – entrevista Terra Magazine

Foto: Globo Esportes
Foto: Globo Esportes

Porém devido a contusões e suspensões de Aloisio e Dagoberto, ele atuou ao lado do Imperador e se entendiam bem em campo, tanto é que dividiram a artilharia.

 

Em Novembro de 2008 marcou pela primeira vez três gols na mesma partida, o jogo foi contra a Portuguesa.

 

O atacante foi muito importante para a conquista do Tricampeonato Brasileiro ( três vezes seguidos). Um titulo que ficou marcado para jogadores, técnico, clube e para os torcedores, o unico clube brasileiro a ser consagrar Hexa Campeão (só pra nós mesmo).

Nesse ano conquistou o prêmio Bola de Prata.

Em 2009 com a proximidade do termino do seu contrato, o atacante voltava a manifestar a vontade de atuar fora do país.

E  sua saida foi inevitavel em dezembro ele se despedia.

“Só tenho a agradecer ao São Paulo, a diretoria, a comissão tecnica, fisioterapeutas, aos jogadores e também a torcida que sempre me apoiou. Foram anos de conquistas e otimos resultadose agora vou seguir um novo caminho em minha carreira” – entrevista ClicRBS.

E para vocês Tricolores, Borges foi bem aproveitado em quanto jogou no Tricolor? Deixou saudades?

ARVE Error: no id set

Abraços,

@kellianevilela

Fonte de pesquisa: Wikipédia.

FABÃO

Foto: Fonte Spfc.net
Foto: Fonte Spfc.net

Fabão foi revelado em 1996 pela equipe do Bahia, depois disso passou pelo Flamengo, Betis e Córdoba.

Chegou ao Tricolor do Morumbi (que não pagou nada pelo jogador) em 2004.

Foi vestindo o manto Tricolor que viveu os melhores momentos de sua carreira.

Era um zagueiro que não costumava brigar e estava sempre pronto para afastar o perigo da defesa.

No primeiro ano virou titular ao lado de Rodrigo e se destacou na Libertadores , onde o Tricolor foi eliminado na semifinal.

Foto: Fonte Spfc1935
Foto: Fonte Spfc1935

Em 2005 formou ao lado de Lugano e Alex ( depois Edcarlos) um trio defensivo e muito eficaz, nesse ano o São Paulo conquistou o Campeonato Paulista, Libertadores e o Mundial de Clubes ( que ano!).

No ano seguinte ele conquistou um titulo importante que não era conquistado havia 15 anos o Campeonato Brasileiro.

ARVE Error: no id set

Nesse mesmo ano ganhou o premio da Revista Placar a Bola de Prata.

Foto: Fonte Spfc1935
Foto: Fonte Spfc1935

Em 2007 após 3 anos defendendo as cores do Tricolor Paulista foi transferido para o futebol japonês para a equipe do Kashima Antlers.

E atualmente atua pela equipe Henan Jianye da China.

E vocês Tricolores lembram-se de algum lance do Fabão no Amado Tricolor do Morumbi?

Abraços,

@kellianevilela

Fonte de pesquisa: Wikipédia

JOSUÉ

Foto de Ari Ferreira/Lancepress
Foto de Ari Ferreira/Lancepress

Revelado pelo Clube Atlético de Porto de Caruaru, mas foi só no Goiás EC que se tornou um dos grandes destaques da equipe.

Por causa de sua ótima marcação conseguiu uma vaga na Seleção Brasileira Pré Olímpica e chamou atenção por lá.

Chegou ao Maior do Mundo em 2005 a pedido do técnico Emerson Leão.

Nesse mesmo ano participou das conquistas dos títulos como: Paulista, Sul Americana e Mundial.

Foi Campeão Brasileiro com o Tricolor do Morumbi em 2006.

Sua boa atuação freqüente no Tricolor Paulista nesse período fez com que ele conquistasse uma vaga na Seleção Brasileira comandada pelo técnico Dunga, que optou pelo esquema de três volantes, sendo assim Josué acabou ficando com a vaga de titular até o fim da Copa America, onde o Brasil se sagrou campeão.

Foto: portocaruaru.blogspot
Foto: portocaruaru.blogspot

E ele ainda deixou sua marca fazendo um gol na partida valida pelas quartas- de – final contra o Chile.

Josué é considerado por muitos críticos um dos melhores volantes do Brasil, devido sua técnica e rendimento dentro de campo.

Em agosto de 2007 ele partiu para a Alemanha para atuar pela equipe do Wolfsburgo.

Com sua saída o técnico Muricy Ramalho previu dificuldades para a equipe do Tricolor.

“Depois que o Mineiro foi embora perdemos na seqüência Paulista e a Libertadores. Agora que estávamos voltando a encontrar o equilíbrio, achando um parceiro para o Josué, ele vai embora. Mas é assim mesmo, é muito difícil segurar o jogador” lamentou o treinador (entrevista dada ao Estadão.com.br)

Mas encontramos o equilíbrio tão falado por Muricy e conquistamos o Pentacampeonato Brasileiro mesmo com a ausência de Josué, que voltou no fim do ano para receber sua faixa de pentacampeão.

Foto: UOL
Foto: UOL

“Fiz parte desse time e participei da metade da competição, então além de ver os amigos vim cobrar minha faixa. Acompanhei de longe (o resto do Brasileiro) e é mais difícil acompanhar do que jogar, o sofrimento é maior” disse o jogador (entrevista dada ao UOL Esportes)

Pelo Wolfsburgo conquistou o titulo pelo Campeonato Alemão, onde é capitão e ídolo de toda a torcida.

Numa entrevista dada ao Lancenet em 28/07/2010 o jogador foi questionado se deseja voltar ao SPFC, ele respondeu “Quero encerrar carreira no Brasil e em um clube onde joguei. O São Paulo é sem duvida um clube que eu queria muito. Meu pensamento é esse.”

“Deixo as portas abertas. Ainda quero jogar no Tricolor” disse o jogador.

E para você torcedor do Maior do Mundo, Josué tem portas abertas para retornar ao Tricolor?

Foto: spfc1935.blogger
Foto: spfc1935.blogger

 

Abraços!!

@kellianevilela

Fonte de pesquisa: Wikipédia

CICINHO

Foto gazetaesportiva.net
Foto gazetaesportiva.net

Cicinho chegou para atuar na lateral direita do Maior do Mundo em 2004.

Onde ajudou o clube a conquistar o Campeonato Paulista daquele mesmo ano, sempre com boas atuações também ajudou nas conquistas da Copa Libertores em 2005 e o Mundial de Clubes da FIFA todos em 2005.

ARVE Error: no id set

No mesmo ano pelo destaque que teve na lateral do Tricolor do Morumbi foi convocado para atuar pela Seleção Brasileira onde iria substituir Cafu na disputa pela Copa das Confederações.

Ele participou diretamente em todos os gols brasileiros em cima da Seleção Argentina ( Brasil ganhou de 4 X 1) na final da competição.

ARVE Error: no id set

No final de 2005 doi contratado pelo Real Madrid clube em que conquistou o Campeonato Espanhol, na temporada de 2006-07 sempre apresentado boas exibições.

Após sair do Real Madrid foi para o Roma onde atuou com  Julio Baptista.

Em Fevereiro de 2010 acertou seu retorno ao Glorioso Tricolor do Morumbi mas dessa vez por empréstimo  até o meio do ano.

Foto: Uol Esportes
Foto: Uol Esportes

O jogador não escondeu a felicidade em voltar a atuar pelo clube que defendeu até o fim de 2005. “É a maior satisfação do mundo esse acerto com o São Paulo. Estou arrumando a mala, já pensando em embarcar. Quero chegar ao Brasil logo, a vontade de jogar é muito grande”, disse, em entrevista à TV Globo.

Disputou o Campeonato Paulista e a Libertadores mas infelizmente não conquistamos nenhum titulo nesse ano.

Acabou seu contrato de empréstimo ele acabou voltando para o Roma, onde foi novamente emprestado no inicio desse ano para o Villarreal.

Conhecido não só pelas boas atuações dentro de campo, mas também pelas musicas da caixa postal de seu telefone:

“Você ligou, você ligou para o Cicinho … mas no momento eu não posso atender…
Você ligou, você ligou para o Cicinho deixe o recado… que eu retorno pra você!”

“Não é você que é o culpado de no momento eu não atender…apos o toque deixe seu recado que o Cicinho liga pra você!”

“Chora me liga, segura que a agora sai gol, Cicinho voltou, sempre fui TRICOLOOR!”

No dia 15 de Março de 2011 o São Paulo futebol Clube lançou seu novo site e o jogador entrou nessa campanha também ( onde conseguimos 123 mil hastag).

“ae galera ai do Tricolor, vamos Twittar o #novositesoberano” pediu  o jogador (@cicinho24).

Um jogador que sempre teve muita raça, garra, determinação e muito amor com nosso manto Tricolor.

E você Soberano qual o momento que ficou marcado do Cicinho no nosso Amado Tricolor?

ARVE Error: no id set

Abraços @kellianevilela

Fonte de Pesquisa – Wikipedia

GRAFITE

O atacante Edinaldo Batista Libânio, mais conhecido como Grafite deu inicio a sua carreira no Sport Club Paulista, o time disputava a ultima divisão do Campeonato Paulista, depois passou pelo Matonense de São Paulo, passou  pelo Ferroviaria, mas foi na equipe do Santa Cruz que ele começou a ganhar fama, tantos pelo gols feitos como pelos perdidos.

Passou em 2002 pelo Grêmio onde foi titular mas sua passagem durou pouco tempo sendo contratado pelo Anyang Cheetahs equipe da Coreia do Sul.

Meses depois voltou ao Brasil para atuar pela equipe do Goias em 2003, onde teve muito destaque pelas boas atuações e marcando muitos gols pelo Campeonato Brasileiro daquele ano.

Ainda em 2003 foi contratado pelo Maior do Mundo, onde foi titular e jogou no ataque ao lado de Luis Fabiano.Apos a saída de Fabuloso, Grafite se tornou o artilheiro do Tricolor na temporada com 26 gols.

Crédito:  Ari Ferreira
Crédito: Ari Ferreira

Grafite fez os dois gols da vitória sobre o Juventus. A torcida ficou revoltada pois o resultado salvou o time da marginal sem numero  do rebaixamento à série A-2 do Campeonato Paulista de 2004.

ARVE Error: no id set

“Não me arrependo de ter feito os gols contra o Juventus. Sou profissional e o São Paulo me pagava para jogar e fazer gols. Foi o que fiz.. A pressão sempre existiu na minha passagem pelo São Paulo. Time grande é assim mesmo”, disse o atacante. (entrevista dada a Folha.com em 19/11/2010)

As suas belas atuações no Tricolor do Morumbi  chamou atenção do técnico  Carlos Alberto Parreira o qual convocou o atacante para a Seleção Brasileira para um amistoso contra o Guatemala (jogo esse que marcou a despedida de Romário ) e ele marcou um gol nesse jogo.

Em Abril de 2005 seu nome foi muito falado na imprensa do mundo todo, durante uma partida pela Libertadores, contra o Quilmes equipe da Argentina , depois de uma dividida discutiu com o zagueiro Leandro Desábato , que teria ofendido com expressões racistas.Grafite foi expulso com outro jogador do Quilmes. Como algumas das ofensas foram captadas pela televisão, ainda no vestiário o atacante foi procurado para saber se gostaria de prestar queixa contra o argentino. No fim da partida o zagueiro foi preso, e ficou detido por dois antes de retornar a Argentina, e assumiu o compromisso de voltar ao Brasil para responder o processo por injuria com agravante de racismo.

ARVE Error: no id set

Teve uma lesão e voltou a jogar somente no fim do ano, mas ainda a tempo de ajudar o São Paulo a se consagrar campeão do Mundial de Clubes da Fifa jogando o segundo tempo da semifinal e da final.

Em 2006 já recuperado fez mais algumas partidas pelo Tricolor.

No dia 27/01/2006 um acordo judicial encerrou briga entre Grafite e  São Paulo. O atacante desistiu da ação trabalhista e o São Paulo concordou com a liberação do jogador, sendo assim seu contrato foi encerrado com o clube, e foi contratado pelo Le Mans equipe da França.

Depois foi para o Wolfsburg , da Alemanha onde foi teve um grande destaque logo na sua primeira temporada pelo clube e ajudou a conquistar uma vaga inédita na Copa UEFA em 2009, clube que ainda joga até os dias de hoje.

ARVE Error: no id set

E para você torcedor Tricolor Grafite foi mais herói ou mais vilão?

Abraços,

@kellianevilela

Fonte de pesquisa: Wikipedia

É MURICY !!!!

Olá Nação Tricolor!!!!

Vou falar hoje sobre um cara de defendeu nosso manto Tricolor duplamente  como jogador e treinador, é ele mesmo.

A carreira de Muricy Ramalho como jogaodor teve inicio no São Paulo, clube que ele defendeu dos 10 anos aos 24 anos de idade.

Quando jovem sempre foi muito elogiado pelos seus treinadores.

Treinou pela primeira vez entre os jogadores profissionais em 1971, mas só estreiou como profissional dois anos depois, num amistoso contra o União Barbarense ( resultado do jogo 0 X 0).

Um ano após sua estreia Muricy não estava tendo muitas chances no time, e isso o motivou a melhorar sua condição fisica e passou a treinar intensamente.

Em 1975 ele estorou, se tornou um dos principais craques do time, sendo um dos responsaveis pela conquista do titulo do Campeonato Paulista de 75, ele foi considerado a revelação do torneio.

O  cabelo comprido que Muricy usava chamava a atenção não só por se diferenciar dos demais como também por ser criticado pelo tecnico Poy.Ele chegou a a ser afastado durante 10 dias dos treinos depois de brigar para não cortar o cabelo.

No seu retorno, como marcou gols, ele resolveu: “Não cortar nunca mais”.

“Eu era cabeludo, não rebelde.Nunca fui rebelde, sempre obedeci os tecnicos” – lembra Muricy em 2008.

A Copa do Mundo de 78 se aproximava e todos acreditavam que Muricy seria convocado,  mas por conta de diversas más atuações e uma contusão no joelho direito, foi tirado  a sua  chance de defender a Seleção Brasileira.

Por causa dessa contusão Muricy foi pouco usado no São Paulo.

Seu ultimo jogo com a camisa Tricolor foi em 25 de Julho de 1975, pelo Campeonato Paulista. Foi vendido para a equipe mexicana Puebla, onde jogou por mais alguns anos e encerrou sua carreira de jogador aos 30 anos de idade.

Alguns anos mais tarde retornou ao Puebla, mas dessa vez como tecnico em 1993.

Um ano depois veio para o São Paulo para ser auxiliar tecnico do Mestre Telê Santana, onde assumiu várias vezes o time na ausencia de Tele, que tempos depois teve que se aposentar por problemas de saúde, e Muricy acabou ficando como tecnico do time, porém seis meses depois ele foi demitido.

Voltou ao Tricolor depois da demissão de Parreira ( que foi seu substituto), mas durou pouco sua permanencia, sendo substituido por Darío Pereyra.

Muricy na epoca prometeu que voltaria ao São Paulo e ia gravar seu nome na historia do clube.

Treinou vários clubes como : Nautico, Figueirense, Inter e São Caetano.

E em 2006 voltou a assumir o comando do Maior do Mundo, ele voltou pra cumprir sua promessa.

“Eu saí daqui a muitos anos atrás e prometi pra mim mesmo que voltaria pra ser campeão e chegou a hora. Eu me preparei muito pra estar aqui.”

No comando da equipe Tricolor ele conquistou os Campeonatos Brasileiros de 2006, 2007 e 2008. O segundo título veio depois de ele balançar no cargo por causa da eliminação na Libertadores, diante do Grêmio. Quando o São Paulo perdeu para o Atlético-MG em casa na quinta rodada, Muricy colocou o cargo à disposição, mas o presidente do clube, Juvenal Juvêncio, não aceitou sua demissão. A partir de então, o time sofreu apenas mais duas derrotas antes de conquistar o bicampeonato por antecipação e, no começo de 2008, Muricy foi eleito pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS), com onze pontos, o décimo quarto melhor treinador do mundo e o primeiro brasileiro da lista. Além disso, renovou seu contrato com o São Paulo até o fim de 2009.

Ele sempre foi um técnico linha dura, não gostava de atrasos, de indisciplinas, e não gostava nada de coletivas. Confiram abaixo algumas frases dele sobre esses assuntos.

“Não sou chato. Acontece que se o treino é as 9:00, não é 9:01, nem 8:59. É as 9:00!”

“Aqui não tem essa de beicinho, ficar com raivinha. Quem estiver melhor joga.”

“Ah não, imagina, eu adoro bater papo com vocês.”

Mesmo após a conquista do tricampeonato brasileiro, a oposição a Muricy dentro do São Paulo por parte de alguns diretores continuou, mas sua relação com os jogadores foi-se deteriorando, e o técnico não resistiu à eliminação frente ao Cruzeiro pela Libertadores, na noite do dia seguinte foi demitido por Juvêncio.

No dia 19/06/2009 nós são paulinos de verdade tivemos uma enorme perda, o técnico Muricy deixou o comando do time mais vitorioso do Brasil. Para os que não tiveram a sorte de conhecer O Mestre Telê Santana, Muricy se mostrou digno de seus ensinamentos. Ao todo foram 360 partidas no clube em suas duas passagens. Foi 194 vitórias, 100 empates e 66 derrotas, um aproveitamento de 63% dos pontos. Tido como marrento e mal-humorado, Muricy demonstrou competência e eficiência no comando tricolor e conseguiu a façanha de ser um autêntico Tricampeão Brasileiro. Diante disso foi lançada a campanha: VOLTA MURICY, mas infelizmente não teve resultado.

E tenho certeza que deixou saudades em muitos torcedores São Paulinos, pela sua raça e amor pelo Tricolor, lembro da vibração dele quando a rede do nosso adversário balançava, os olhos marejados a cada conquista, e o grito da torcida “É Muricy, É Muricy”.Terá sempre o nosso respeito por tudo que fez pelo nosso São Paulo Futebol Clube.

Passou pelo o Palmeiras, Fluminense e atualmente está no comando do  Santos.

E vocês Nação Tricolor sentem falta do Muricy do comando do nosso Amado Tricolor do Morumbi?

Abraços,

@kellianevilela

Fonte de pesquisa: wikipedia

SOUZA

Começou sua carreira no CSA em 1998, passando pelo Botafogo – RJ e Portuguesa Santista. Sua passagem pelo time do litoral paulista fez com que o São Paulo o contratasse.

No São Paulo, começou timidamente entre os reservas mas pouco a pouco foi ganhando espaço na equipe. Com a saída de Cicinho do clube, ganhou a vaga do mesmo e jogou como ala-direito. Souza acabou sendo um dos símbolos do então São Paulo que ganhou o Campeão Mundial, a Libertadores, o Bicampeonato Brasileiro e o Campeão Paulista, entre 2005 e 2007. Souza é um jogador muito versátil, sempre que preciso era improvisado pelo então técnico Muricy Ramalho onde atuou como ala-direito, volante e Meia, mostrando além de uma ótima técnica e inteligência em campo.

Sempre foi um jogador folclórico em vesperas de jogos decisivos desandava a falar, seja para provocar os rivais ou para exaltar os seus companheiros de equipe.

No clássico que aconteceu nesse domingo contra o Time da Marginal Sem Número ( sim mesmo aquele que finalmente entrou para a história por conta do 100º gol do RC), quem não lembrou do Souza?

ARVE Error: no id set

Souza e o ex-jogador Vampeta (lembram dele?) viviam trocando farpas e  ele sempre levava a melhor. ( e eu me divirtia muito vou ser sincera)

ARVE Error: no id set

Um jogador alegre, humilde, guerreiro  e muito engraçado algumas vezes cometia gafes , lembro de uma vez que ele falou : “O apelido do Aloísio é CB, sangue bom” ninguém conteve o riso.

ARVE Error: no id set

Em 2006 ele foi  um dos destaques do Brasileirão conquistando assim a Bola de Prata.

Depois de quase  cinco anos no Tricolor Paulista, Souza acertou sua transferência por três anos e meio para o Paris Saint-Germain, da França.

Alguns meses depois ele voltava ao Brasil para atuar pela equipe do Grêmio por empréstimo, para substituir o apoiador Roger, que foi para o Qatar Sports Club

Pelo Campeonato Brasileiro de 2008 ele iria enfrentar o São Paulo pela primeira vez depois que quase meia decada defendendo o manto Tricolor.

Conhecido por suas brincadeiras foi questionado se iria “provocar” o São Paulo, ele respondeu:

“Brincadeiras? Com o São Paulo nunca! Podem ficar esperando, vão morrer esperando”

Com atuações sólidas, Souza acabou a temporada de 2008 como titular do time do Grêmio. Neste mesmo ano, ele se sagrou vice-campeão do Campeonato Brasileiro.

No dia 2 de julho de 2009, Souza foi comprado em definitivo pelo Grêmio. O clube gastou 2 milhões de euros com a ajuda de investidores para contratar o atleta.

Souza foi o artilheiro do Grêmio na Copa Libertadores de 2009, com seis gols marcados em doze jogos disputados.

Ano passado diretoria e comissão técnica viam sua volta para o Tricolor do Morumbi com otimismo para esse ano. Será que teria lugar para ele nesse time?

Mas atualmente está no equipe no Fluminense.

ARVE Error: no id set

Muitas lembranças boas de Souza com nosso manto e vocês Soberanos tem alguma pra nos contar?

Abraços

@Kellianevilela

ENTREVISTA: ZETTI – O PÓS CARREIRA

Bom dia, Nação Soberana!

Entrevistar o @ZettiOficial pra mim foi algo fora do comum. Neste trecho da entrevista, Zetti conta como foi disputar a copa do mundo, reencontrar ex companheiros de São Paulo em outros clubes e o início da vida de técnico e empreendedor, com a academia Fechando o Gol!
Conheço bem a história do Zetti, mas nessa entrevista soube passos curiosos do seu início de carreira e vale muito a pena conhecer.

Participação dos torcedores sorteados @ItamarMaciel e @thaiinaspfc. Gravação de @eduagni e fotografia de @tricoloira1.

Agradecimento ao @ZettiOficial, pela participação, e a Fechando o Gol: Academia de goleiros pela parceria e espaço.

“As tuas glórias, vem do passado”

Por Celso Santos
@Celso_Santos_Jr

Facebook.com/Santos.Celso

ENTREVISTA ZETTI – A CONSAGRAÇÃO – MUNDIAIS E LIBERTA 93

Entrevistar o @ZettiOficial pra mim foi algo fora do comum. Neste trecho da entrevista, Zetti conta como foi disputar e conquistar o mundial de 1992, o favoritismo na libertadores de 1993 e a final do mundial daquele ano, nosso BI. Interessante vê-lo contar da postura do time sendo favorito e sem contar com seu grande astro, Raí, vendido para a França.

Conheço bem a história do Zetti, mas nessa entrevista soube passos curiosos do seu início de carreira e vale muito a pena conhecer.

Participação dos torcedores sorteados @ItamarMaciel e @spfcthaina. Gravação de @eduagni e fotografia de @tricoloira1.

Agradecimento ao @ZettiOficial, pela participação, e a Fechando o Gol: Academia de goleiros pela parceria e espaço.

“As tuas glórias, vem do passado”

Por Celso Santos

@Celso_Santos_Jr

Facebook.com/Santos.Celso