São Paulo anuncia reviravolta em “caso Michel Bastos”

Contra os mais diversos prognósticos dos bastidores do São Paulo, o clube anunciou que o meio-campo Michel Bastos permanece em seu elenco. O Tricolor publicou em seu site oficial a notícia e esclareceu que o meia já se encontra à disposição do técnico Ricardo Gomes após uma conversa com Marco Aurélio Cunha:

O Resgate Tricolor

O São Paulo caiu na Libertadores.

 

Foi eliminado pelo Atlético Nacional, melhor time da competição. Mesmo com os “porens” da arbitragem hoje o que se fala é que o Time do São Paulo orgulhou sua torcida.

 

E é disso que quero falar.

 

5ª força brasileira na competição, o Tricolor nunca foi colocado como um candidato ao título, muito pelo contrário, era dito que merecia estar na competição. Fruto dos problemas administrativos do passado.

 

Desacreditado por todos, o começo na competição não foi bom, apatia dentro de campo e crises fora dele. Estávamos no mesmo caminho dos últimos anos.

 

Mas com a quase eliminação veio o Resgate Tricolor. Jogadores dentro de campo se empenharam ao máximo para levar a equipe até as semi-finais. Repito, nosso elenco estava longe do melhores em termos de qualidade, mas não deixou de correr e lutar em momento algum.

 

Superou a altitude,  o time sensação do Grupo da Morte e o melhor elenco do Futebol Brasileiro. Jogando bem e acima de tudo correndo muito.

 

Os torcedores voltaram a gritar com orgulho o amor que tem pelo clube. Mais que qualidade técnica, queremos em campo onze caras que nos representem e se entreguem ao máximo pelo Tricolor.

As festas na chegada do ônibus da delegação foram vistos no mundo todo.

 

O Tetra não veio, mas o Resgate da força do São Paulo Futebol Clube é inquestionável.

 

Que continuemos no caminho certo.

 

Avante Meu Tricolor!

 

Opinião – São Paulo 1×2 Internacional

Apesar do resultado, não vi uma atuação de se lamentar. Jogo muito equilibrado e vencido nos detalhes.

O Público (Total de 19505 torcedores) foi decepcionante se levarmos em conta o horário da partida e o momento vivido pelo time.

Dentro de campo, prefiro ver o mérito do adversário nos dois gols que sofremos.

O destaque negativo do lado Tricolor foi Centurion que não teve bom desempenho e errou a maioria das jogadas. Além dele Kardec entrou no segundo tempo e também não foi bem.

De bom, a pressão inicial, a postura após o gol de Lugano (mesmo custando caro, o time não se contentou em garantir apenas um ponto) e o novo uniforme 1 do Tricolor que ficou muito bonito.

Resumindo: o resultado foi horrível mas a equipe não deixou de lutar.