Semana para.. APOIAR!

Eu sei, é complicado apoiar quando se tem problemas problemas e mais problemas.

 

Fora de campo tem a  bagunça na diretoria, escândalos, salários atrasados, etc…

 

Dentro, mais bagunça, jogadores sem motivação (palavras do Bauza), jogadores em má fase, etc…

 

Mas até quinta eu quero apoiar!

 

 

Vejo muitos comentários de torcedores, desistindo por esses e outros motivos. Entendo e repito: É dificil acreditar com tudo dando errado.

 

Mas até quinta quero apoiar. A instituição São Paulo Futebol Clube esta acima de tudo!

 

O São Paulo, razão do amor dos torcedores merece esse nosso suporte.

 

Se há uma semana em que essa crise toda pode ser espantada é essa. Duelo mais difícil na fase de grupos da Libertadores e clássico no final de semana.

 

E nenhum de nós quer ver do Tricolor em crise, certo?

 

 

Avante meu Tricolor!

 

 

Ps.: Isso não significa que não temos que cobrar nossa diretoria sobre os problemas administrativos. A organização fora das quatro linhas é tão importante quanto os resultados dentro delas.

 

 

Mesmos Erros

Olá Tricolores,

Tenho que começar esse texto citando Albert Einstein, certa vez ele disse:

“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

E devo admitir, é complicado esperar algo diferente no São Paulo quando os mesmos erros são repetidos, dentro e fora de campo.

 

Reconheço, que até agora o trabalho de nosso técnico Argentino é razoável e deve ser mantido. Na minha modesta opinião, ele faz no São Paulo o que sempre fez, monta times defensivos que não empolgam e que normalmente vencem “com emoção”.

 

Um exemplo foram os duelos contra o Cesar Vallejo. Pouco brilho, muita emoção e a classificação.

 

Mas voltando a partida de ontem diante do São Bernardo. O São Paulo fez um bom primeiro tempo, desperdiçou um pênalti, teve gol bem anulado e a foi ao vestiário vencendo por 1×0 com um golaço de PH Ganso.

 

Mas no segundo tempo, um apagão geral, liderado na minha opinião por Bauza.

Ele insistiu no erro das substituições e colocou Wesley no lugar do Centurion. Essa alteração além de chatear a torcida presente no Pacaembu (#saudadesMorumbi) desmontou o Tricolor que rapidamente sofreu o gol de empate.

 

Tentando consertar o primeira alteração, Bauza precisou mexer em mais de uma posição dos jogadores em campo. Colocou Rogério, tirou Mena e recuou Carlinhos.

 

Nada mudou, o time continuou perdido e com um São Bernardo mais confiante do outro lado tomou o gol da virada.

 

A última alteração de Bauza mais uma vez muita confusão. Tirou T. Mendes e colocou A. Kardec em campo e com isso recuou PH Ganso.

 

O time ficou mais perdido, não conseguiu ao menos assustar o adversário e para dificultar ainda mais, Wesley que entrara no segundo tempo iniciando os erros do treinador acabou se machucando. Por não ter mais alterações disponíveis Bauza inverteu o posicionamento de Wesley e Kardec.

 

Mais confusão no posicionamento da equipe que ainda sofreu o 3º gol que sacramentou a primeira derrota como mandante no Paulistão 2016.

 

Para quinta-feira diante do River, onde decidiremos nosso semestre (sim, pode ser a partida mais importante do ano), não podemos repetir os mesmos erros.