E O PARAÍBA ESTAVA ERRADO…

Boa noite Soberanos!

Acabo de voltar do Morumbi e quero fazer minha modesta análise do que presenciei!

Morumbi com 45.000 torcedores

O São Paulo teve um primeiro tempo regular. Digo regular por que não adianta ter volume de jogo e não ser criativo e ter objetividade. O Maior do Mundo teve muitas chances de matar o jogo e não teve capacidade de fazer. É inacreditável como o Marlos continua sendo titular desse time.

O que deu na cabeça do Carpegiani de colocar o Marlos de titular, o Fernandão no banco e o Henrique ficar de fora. Tá chovendo de baixo pra cima! O Juan é bom jogador, mas não está em boa fase e o Jr. Cesar merece a chance de voltar ao time. Jogar em casa com três zagueiros e três volantes? Por que o Rivaldo não saiu de titular com o Ilsinho, Paraíba e Jean? Não que o Casemiro seja mal jogador, pelo contrário, seria uma opção tática. E o Xandão, convenhamos, foi o melhor da zaga, enquanto o Miranda descansava e o Alex Silva ‘brincava’ de driblar na zaga. Xandão fez o que todos deviam ter feito, jogar simples e com seriedade.

Pena que no segundo tempo o São Paulo não voltou para o campo. Acho que foi Botafogo-SP x Santos! Ou melhor, eu vi jogo do Botafogo e eles estavam com mais vontade que o São Paulo esteve no segundo tempo dessa partida. E o time da baixada não precisou jogar, apenas precisou ser paciente para matar  o jogo em lances de total falha do sistema defensivo do São Paulo.

Aliás, o título dessa coluna é meu protesto contra o Carlinhos Paraíba, que esteva errado! Num jogo que a torcida, principalmente organizada, pouco apoiou o time, jogadores apáticos e sem vontade, Rogério Ceni sem a liderança que lhe é peculiar, Carpegiani sem visão tática e técnica do time, porque o Carlinhos Paraíba insistiu em jogar bem e ser o melhor tricolor da partida? Alguém esqueceu de avisá-lo que ninguém ia fazer nada… e ele fez errado e jogou bola! Pena que sozinho não resolveria a partida. Aliás, jogo que contou com um juíz que não poderia apitar uma semifinal e deixar de marcar (ou inverter) tantas faltas como hoje!

Tudo é ruim e está tudo perdido? Não, não é bem por ai. Mas acho que o Lucas e Rhodolfo fazem muita falta, o Luís Fabiano terá muito trabalho pela frente e Dagoberto vai ter que manter a regularidade para tentarmos algo. Aliás, se o Carpegiani não acerter alguns detalhes táticos do time, podem vim dois Fabulosos que não resolverá. E isso preocupa, principalmente num curto prazo: Copa do Brasil!

Como sempre, continuarei apoiando e quarta tem mais!

Um abraço á todos e ótimo domingo!

Por Celso Santos

@Cel_Ss:  Apaixonado pelo São Paulo, sou engenheiro, colunista e administrador do blog Os Soberanos. Escrevo minhas colunas eventualmente, bem como entrevistas aos Sábados.

Facebook.com/Santos.Celso

 

Independente homenageia Rogério Ceni

UM SANSÃO EM MINHA VIDA

 

Saudações soberanas!

Fonte: Ricardo Matsukawa/Terra

Pra quem estava acostumado a me acompanhar no Fanáticas e estava sentindo a minha falta, a convite do Celso Santos estou de volta com meus textos, agora aqui nos Soberanos. E é com prazer que escrevo minha primeira coluna, espero estar à altura dos leitores.

Neste sábado teremos pela semifinal do Paulista o clássico São Paulo x Santos, para muitos o de menos tradição para o Tricolor, mas não aqui em casa e já vou explicar o porque.

A semana que antecede um clássico é sempre badalada, os programas esportivos e sites dão a maior exclusividade possível ao jogo. Grandes lances são mostrados. Treinos secretos. Jogadores se concentram dias antes da partida. A torcida se agita, pensa na melhor escalação, analisa o outro time, debate com o amigo no boteco quem é melhor. Assim é um clássico no país do futebol!

A são paulina fanática que vos escreve nada mais é que filha de uma santista, que por sua vez tem os pais santistas. Agora pensem como é assistir um sansão sem poder falar nada. Pensaram?

 Aqui em casa segue tudo assim desde que o clássico não seja um SanSão. O clima pesa de acordo com que vai se aproximando o “grande dia”, o que seria um simples jogo se torna uma guerra de nervos. A noite anterior é sempre mal dormida, o grito sempre entalado na garganta. Mas uma palavra, e a briga está armada, um simples: “O São Paulo é Soberano” já é o suficiente dar discussão e como agir se é com a mãe?

A hora do jogo o silêncio prevalece, mas no meu semblante é marcado de acordo com o andamento do jogo. A raiva, a angustia é toda descontada no sofá que tem de suportar todos os socos abafados por uma almofada. O grito de gol, aquele que eu disse que fica preso na garganta, acreditem ele não sai, no máximo um sorriso para o meu pai também são paulino, que nem isso pode fazer pra não correr o risco de dormir na sala. É tensão do início ao fim com vitória e show tricolor ou não.

Venceu? Perdeu? Segue-se cada um com suas ocupações e não se fala mais nisso, porque se falar: “Rogério Ceni” ou “Neymar” já começa a discussão e aí vai mais uma semana de cara feia e tensão em casa.

Novo dia volta-se a sermos uma família unida e feliz.

Pensaram em torcer assim? É minha emoção de hoje, no fim espero que eu possa do meu quarto trancado sorrir aliviada até que venha o próximo SanSão!

Um abraço tricolor orgulhosamente goiano,

Adri Ribeiro.

@dri_rb

UM SONHO DA ILHA DA MADEIRA AO MORUMBI

Saudações Soberanos,

Imaginemos Laudo Natel até então um bancário que começara a ter funções de diretor de um lado da mesa na outra ponta Cícero Pompeu de Toledo, o presidente.

Também imaginemos uma música ao fundo desta cena, o enquadramento é na mesa com um de cada lado. Depois closes rápidos no rosto de cada um. Um silêncio. Até que Laudo Natel diz:

– Construiremos o maior estádio particular do Brasil, construiremos um titan do futebol Nacional.

Não menos dramático e se levantando da cadeira Cícero Pompeu de Toledo ao seu modo diz:

– Já que é um sonho, que seja grande!!!

Neste momento se aumenta o volume da música e na cena seguinte temos várias pessoas vendo várias plantas de estádios de futebol.

Não, não foi assim a história da construção do nosso palco sagrado. Mas foi quase…

Antes da conversa real entre Natel e C.P de Toledo, o São Paulo era até então o Tricolor do Canindé, onde se tinha o terreno e algumas dependências, mas não um estádio em si e era impossível de construir um nas proporções do sonho que se queria. Logo a solução foi vender tudo e partir para um grande projeto. E foi o que aconteceu se vendeu o tudo para Associação Portuguesa de Desportos que viria depois a construir o Osvaldo Teixeira Duarte, mais conhecido como o Estádio do Canindé. Foi o adeus do tricolor a Ilha da Madeira como era conhecido o terreno do Canindé.

E muitos acreditam que foi graças a esta grande ousadia que o sonho começou a se realizar. A busca por um terreno foi difícil e existiu a possibilidade de ser onde hoje é o Parque do Ibirapuera, mas Jânio Quadros que ainda não era presidente do Brasil não deixou. Tentou-se também onde hoje é o Circulo Militar, mas também não deu certo. Afinal de contas não era fácil encontrar um terreno com 145.000 metros quadrados, realmente não foi fácil, aconteceram inúmeras coisas até que se chegou a um terreno no Jardim Leonor ou Morumbi um lugar praticamente desabitado.

Foto: Fonte Google
Foto: Fonte Google

Vale dizer que para a construção do estádio dizem que daria para construir cerca de 90 prédios de 10 andares com 2 apartamentos de 150 metros por andar e que foi usado cerca de 400 mil sacos de cimento, outros dizem que foi usado aproximadamente 6 mil toneladas de ferro que se fossem soldados de ponta a ponta ligaria São Paulo a Lisboa. Dizem!

Para o sonho acontecer precisou de inúmeros sacrifícios inclusive vender muitos jogadores, tudo em nome do sonho!

A primeira inauguração aconteceu no dia 2 de outubro de 1960 contra o Sporting Club de Portugal. Já com Laudo Natel como presidente substituindo Cícero Pompeu de Toledo. Até então o Morumbi ainda não estava pronto, o anel superior não estava completo tinha somente 32 dos 70 vãos.  Abaixo segue a ficha do jogo:

São Paulo Futebol Clube 1 x 0 Sporting Club de Portugal

SPFC: Poy; Ademar, Gildésio e Riberto; Fernando Sátyro e Victor; Peixinho, Jonas (Paulo Lumumba, depois Cláudio Garcia), Gino Orlando, Gonçalo e Canhoteiro (Roberto Frojuello). Técnico: Flávio Costa.

Gol: Peixinho, 12′ 1°Tempo

SCP: Aníbal; Lino, Morato e Hilário; Mendes e Júlio; Hugo, Faustino, Figueiredo (Fernando), Diogo (Geo) e Seminário. Técnico: Alfredo Gonzalez.

Árbitro: Olten Ayres de Abreu

Renda bruta: Cr$ 7.868.400,00

Renda líqüida: Cr$ 7.779.900,00

Público pagante: 56.448

Público presente: 64.748

Não aconteceu somente este jogo foi uma semana inteira sobre a inauguração do Morumbi com um programa sobre o evento distribuído com a assinatura do próprio Laudo Natel, tudo para se conseguir arrecadar o máximo de dinheiro possível para concluir o estádio e no domingo seguinte da inauguração houve um jogo dos veteranos do São Paulo x Seleção Paulista e no jogo de fundo o tricolor enfrentou o Nacional do Uruguai e venceu por 3 x 0. Jogaram pelo São Paulo como convidados Julinho Botelho e Djalma Santos do Palmeiras e Almir do Corinthians e Pelé não pode comparecer por estar contundido.

Logo depois foram mais alguns anos de muita luta até 1970 para inauguração definitiva do Morumbi. Lutas que conto outro dia.

 Continua…

@Claudiorosa

Fonte de pesquisa:

http://www.pinheiros.com.br/city/morumbi/estadio.htm

http://www.saopaulofc.net/trihexapedia/a-historia-do-spfc/morumbi/

http://terceirotempo.ig.com.br/quefimlevou_interna.php?id=1034&sessao=f

JOSUÉ

Foto de Ari Ferreira/Lancepress
Foto de Ari Ferreira/Lancepress

Revelado pelo Clube Atlético de Porto de Caruaru, mas foi só no Goiás EC que se tornou um dos grandes destaques da equipe.

Por causa de sua ótima marcação conseguiu uma vaga na Seleção Brasileira Pré Olímpica e chamou atenção por lá.

Chegou ao Maior do Mundo em 2005 a pedido do técnico Emerson Leão.

Nesse mesmo ano participou das conquistas dos títulos como: Paulista, Sul Americana e Mundial.

Foi Campeão Brasileiro com o Tricolor do Morumbi em 2006.

Sua boa atuação freqüente no Tricolor Paulista nesse período fez com que ele conquistasse uma vaga na Seleção Brasileira comandada pelo técnico Dunga, que optou pelo esquema de três volantes, sendo assim Josué acabou ficando com a vaga de titular até o fim da Copa America, onde o Brasil se sagrou campeão.

Foto: portocaruaru.blogspot
Foto: portocaruaru.blogspot

E ele ainda deixou sua marca fazendo um gol na partida valida pelas quartas- de – final contra o Chile.

Josué é considerado por muitos críticos um dos melhores volantes do Brasil, devido sua técnica e rendimento dentro de campo.

Em agosto de 2007 ele partiu para a Alemanha para atuar pela equipe do Wolfsburgo.

Com sua saída o técnico Muricy Ramalho previu dificuldades para a equipe do Tricolor.

“Depois que o Mineiro foi embora perdemos na seqüência Paulista e a Libertadores. Agora que estávamos voltando a encontrar o equilíbrio, achando um parceiro para o Josué, ele vai embora. Mas é assim mesmo, é muito difícil segurar o jogador” lamentou o treinador (entrevista dada ao Estadão.com.br)

Mas encontramos o equilíbrio tão falado por Muricy e conquistamos o Pentacampeonato Brasileiro mesmo com a ausência de Josué, que voltou no fim do ano para receber sua faixa de pentacampeão.

Foto: UOL
Foto: UOL

“Fiz parte desse time e participei da metade da competição, então além de ver os amigos vim cobrar minha faixa. Acompanhei de longe (o resto do Brasileiro) e é mais difícil acompanhar do que jogar, o sofrimento é maior” disse o jogador (entrevista dada ao UOL Esportes)

Pelo Wolfsburgo conquistou o titulo pelo Campeonato Alemão, onde é capitão e ídolo de toda a torcida.

Numa entrevista dada ao Lancenet em 28/07/2010 o jogador foi questionado se deseja voltar ao SPFC, ele respondeu “Quero encerrar carreira no Brasil e em um clube onde joguei. O São Paulo é sem duvida um clube que eu queria muito. Meu pensamento é esse.”

“Deixo as portas abertas. Ainda quero jogar no Tricolor” disse o jogador.

E para você torcedor do Maior do Mundo, Josué tem portas abertas para retornar ao Tricolor?

Foto: spfc1935.blogger
Foto: spfc1935.blogger

 

Abraços!!

@kellianevilela

Fonte de pesquisa: Wikipédia

LANÇAMENTO: SÃO PAULO SUPERCAMPEÃO (2)

Julio Ramos, Mário Vilela, Celso Santos e Orlando Duarte (sentado) no Unyco Morumbi

Bom dia Soberanos!

Nesta quinta feira, dia 28/04, foi o segundo dia de lançamento do livro São Paulo FC o supercampeão (Editora Nacional), de Orlando Duarte e Mário Vilela. O evento contou com convidados da editora e dos escritores mas, infelizmente, a cúpula tricolor ficou devendo e não enviou nenhum representante para prestigiar a noite, nem mesmo jogadores ou ex-jogadores conferiram esse excelente trabalho! Porém, mais uma vez a equipe do @Os_Soberanos esteve presente prestigiando e cobrindo o evento, que também teve participação das equipes do @spfcdigital e @Arqtricolor. No total, foram aproximadamente 100 pessoas, que passaram pela Espaço Unyco Morumbi, que contou com uma excelente estrutura e atendimento para o evento.

Como sempre, Orlando Duarte e Mário Vilela, foram receptivos, autografaram livros de fãs, comprimentaram e tiraram fotos com todos, citando os nomes dos presentes. Ambos autografaram os livros da Mariana e do Fábio, ganhadores da promoção realizada aqui pelo Soberanos e receberão seus exemplares em casa. Por fim, Mário Vilela ainda teve a atenção de agradecer ao site Os Soberanos: “Obrigado pela cobertura e as fotos colocadas no site sobre o lançamento do Livro. Um belo trabalho tem sido feito” disse Vilela, um dos escritores do livro, em referência ao primeiro dia do evento. No final da noite, após o evento, o twitter do Orlando Duarte ainda manifestou mais agradecimentos: “@orlandoduarte_: @Cel_Ss Vocês são mtos bons no trabalho que se dedicam a fazer. Abraços” constava a publicação.

Nós é que temos que agradecer a vocês pela dedicação nessa excelente obra do nosso clube. Digo isso em nome de uma Nação Soberana.

Por Celso Santos

@Cel_Ss

TÍTULOS DA ÚLTIMA DÉCADA

Saudações Soberanos!

Hoje vou aproveitar para relembrar os títulos que ganhamos na década passada.

Campeonato Paulista de Futebol de 2000

O Campeonato Paulista de Futebol de 2000 teve o São Paulo como campeão e França, também do São Paulo, como artilheiro, com 18 gols. O vice-campeão foi o Santos.

Vencemos por 1×0 o primeiro jogo, gol marcado por França, e o segundo terminou empatado em 2×2.                         

São Paulo 1 x 0 Santos, São Paulo Campeão Paulista 2000

ARVE Error: no id set

Saudações

São Paulo 2 x 2 Santos – Final do Campeonato Paulista de 2000

ARVE Error: no id set

Torneio Rio-São Paulo de 2001

1º Jogo

28/02/2001 – Quarta-feira

Botafogo 1×4 São Paulo – Maracanã

2º Jogo

07/03/2001 – Quarta-feira

São Paulo 2×1 Botafogo – Morumbi (21h40min);

Botafogo 1×4 São Paulo

ARVE Error: no id set

São Paulo 2×1 Botafogo

ARVE Error: no id set

Supercampeonato Paulista de Futebol de 2002

O Supercampeonato Paulista de Futebol de 2002 foi um torneio criado e organizado pela Federação Paulista de Futebol, foi disputada apenas em 2002 por causa do Torneio Rio-São Paulo. Para evitar que os grandes times do Estado de São Paulo ficassem sobrecarregados de jogos na temporada por ter que jogar o Campeonato Paulista e por este motivo os times grandes não participaram desse que acabou sendo vencido pelo Ituano. Mas o Supercampeonato mostrou-se um fracasso de público e crítica, especialmente pelo fim das competições regionais (Torneio Rio-São Paulo).

Em poucos dias de competição o São Paulo sagrou-se campeão.

Primeira partida da Final – 26 de maio, 2002

Ituano             2 – 2    São Paulo      

ARVE Error: no id set

Segunda Partida – 30 de maio, 2002

São Paulo        4 – 1    Ituano            Estádio do Morumbi, São Paulo

ARVE Error: no id set

Campeonato Paulista de Futebol de 2005

O torneio teve o São Paulo como campeão antecipado e Finnazzi, do América, como artilheiro, com 17 gols.

Na decisão, em 3 de abril, o Tricolor segurou um0 a0,e, antes do apito final do árbitro, já se sagrou campeão ainda em campo, com o fim do empate em0 a0 do Corinthians com o Ituano.

ARVE Error: no id set

Taça Libertadores da América 2005

 

SÃO PAULO Futebol Clube 4 X 0 Clube ATLÉTICO PARANAENSE

Gols: Amoroso, 16’/1; Fabão, 7’/2; Luizão, 25’/2; Diego Tardelli, 43’/2.

ARVE Error: no id set

Campeonato Mundial de Clubes da FIFA 2005

LIVERPOOL Football Club 0 X 1 SÃO PAULO Futebol Clube

 

Gol: Mineiro, 26’/1.

ARVE Error: no id set

Campeonato Brasileiro 2006

SÃO PAULO Futebol Clube 1 X 1 Clube ATLÉTICO PARANAENSE

O São Paulo sagrou-se Campeão Brasileiro na 36ª rodada.

ARVE Error: no id set

Campeonato Brasileiro 2007

 

SÃO PAULO Futebol Clube 3 X 0 AMÉRICA Futebol Clube (RN)

Gols: Hernanes, 38’/1; Miranda, 4’/2 e Dagoberto e 32’/2.

O São Paulo FC sagrou-se Bi-Pentacampeão na 34ª rodada (quatro de antecipação, o recorde desde a implantação dos pontos corridos).

ARVE Error: no id set

Campeonato Brasileiro 2008

GOIÁS Esporte Clube 0 X 1 SÃO PAULO Futebol Clube

Gol: Borges, 22’/1o. tempo

ARVE Error: no id set

Ótima quinta feira a todos!

SERÁ FABULOSO!

Fonte: Divulgação

Boa tarde Nação Soberana!

Um reencontro com a torcida, de uma forma fantástica, e sensacional digna de um camisa 9 que a tempos todos são paulinos esperavam e aguardam , não poderia ser de outra forma muito mesmo de outro jeito, tem que ser no Morumbi, o palco em que tanto brilhou em que tanto fez, aonde foi reconhecido por todos.

Pois é, Luis Fabiano Fabuloso é seu nome, e grandioso é seu futebol, sua apresentação já foi algo extraordinário com o Morumbi lotado e uma das maiores apresentações do futebol brasileiro, com a torcida no aeroporto gritando seu nome e aplaudindo seu talento, sim, Fabulosa será sua reestréia pelo São Paulo.

Não se sabe ao certo quando isso acontecerá, pois os médicos do São Paulo ainda não afirmaram o dia certo de sua apresentação que deveria acontecer hoje contra o Goiás, mas por precaução os médicos acharam melhor a mesma ser adiada.

Apresentação Luis Fabiano:

ARVE Error: no id set

E majestosas serão suas glorias, tanto sua reestréia, como seu reencontro com a bola após sua lesão ainda no Sevilla, sua estrela brilhará e mostrará para o mundo tricolor e para todos os demais, assim como nós aguardamos sua estréia ansiosamente para ver seu futebol Fabuloso e espetacular.

Gols:

ARVE Error: no id set

Enfim, sem palavras para descrever seu reencontro com a bola pelo São Paulo, a torcida que tanto o admira só tem a agradecer o amor ao clube, você sempre deve ao clube, e as vitórias que sem dúvidas irá conquistar perante este grandioso clube.

Fabuloso seja bem vindo ao Futebol Brasileiro e seja bem vindo à sua casa, o São Paulo Futebol Clube, que tem orgulho em ter um jogador de extremo talento e importância como você no elenco, e nós são paulinos só temos a agradecer e torcer pelo seu sucesso no clube que sempre lhe admirou. Esperamos sem dúvidas ansiosamente pela sua reestréia e esperamos que seja logo, que seja no Morumbi, que seja fabulosa com você e como você.

Por Jana

@jaaana_i

OPINIÃO

Saudações Soberanas!

Apesar de não ter apresentado um bom futebol, o Maior do Mundo conseguiu alcançar seus objetivos da semana.

O primeiro objetivo da semana era voltar do Serra Dourada com uma vitoria. Vitória essa que poderia ter sido melhor, caso alguns jogadores não tivessem abusado tanto do direito de errar. Perderam muitos gols, acredito até que mesmo o resultado magro conseguido já serve e muito, para passarmos a outra fase.

O segundo objetivo, passar pela Lusa e chegar às semifinais do Paulista. Mesmo com toda dificuldade que eu havia imaginado, o professor Carpegiani deu emoção ao jogo quando substituiu mal e chamou a Portuguesa para cima do Tricolor. Foram momentos difíceis, mas Ilsinho fez o segundo gol e selou a classificação do São Paulo.

Pois bem, hoje o jogo da volta contra o Goiás prometia ser com muita festa, não será, já que Luis Fabiano foi vetado para partida e para completar Lucas também não retornará neste jogo, na partida de ida não jogou, pois estava suspenso. Graças a um estiramento ele ficou de fora do jogo no domingo passado e muito provavelmente ficará fora do confronto das semifinais contra o Santos, sábado no Morumbi.

Acredito que com o resultado na mão o São Paulo deve passar do Goiás, já que a responsabilidade de vencer fora de casa obrigara o adversário a se abrir, deixando espaço para o Tricolor jogar e quem sabe ratificar a classificação com mais uma vitoria.

Abraços!

Vamos São Paulo!!

ROGÉRIO CENI – ESSE SABE O CAMINHO DA VITÓRIA

Foto: GE

Saudações Tricolores, Nação Soberana!

Rogério Ceni sabe (e não revela) qual é o caminho para vencer o Santos, adversário do São Paulo nas semifinais do Campeonato Paulista. Apesar de acreditar que o Tricolor leva uma pequena vantagem pelo duelo ser decidido em apenas uma partida, o goleiro rasga elogios ao meia Paulo Henrique Ganso e diz que o adversário é o melhor entre os quatro clubes que brigarão por uma vaga na final.

– O Santos é o melhor dos quatro em qualidade individual. Se errar contra eles paga-se bem caro pelo erro. O time tem um único defeito, que eu não vou falar, mas é no que iremos focar para explorar – disse o camisa 1.

Ceni não dá pistas sobre qual seria o ponto fraco da equipe de Muricy Ramalho. Além disso, elogia a força do Peixe em todos os seus setores, mas destaca principalmente a qualidade de Paulo Henrique Ganso, cérebro do time.

– Do meio para a frente é um timaço. Tem um sistema de defesa com uma linha segura, um belíssimo conjunto e joga junto faz tempo. Esse menino camisa 10 (Ganso) é um grande jogador, o melhor do país – ressaltou.

Mesmo com tantos elogios, Rogério Ceni não coloca o Santos como favorito para o confronto. Para ele, o São Paulo leva uma pequena vantagem pelo fato de a decisão da vaga ser realizada em apenas uma partida, no Morumbi. O duelo está marcado para o próximo fim de semana. Nesta segunda-feira, a Federação Paulista de Futebol confirma datas, locais e horários das semifinais. Palmeiras e Corinthians se enfrentam no outro lado.

– Em um jogo só, 90 minutos, a nossa chance aumenta. Se fossem dois jogos, acho que o Santos tem um time mais bem embasado, com grandes talentos, e poderia ter vantagem –  explicou.

Pela primeira fase do Paulistão, deu Santos, mesmo sem as estrelas Ganso e Neymar em campo. O São Paulo teve um melhor desempenho, mas acabou batido por 2 a 0, gols de Elano e Maikon Leite, na Arena Barueri.

– Vitória e derrota são aprendizados, precisa ir se aperfeiçoando. Só temos que lembrar que não tinha Ganso e Neymar naquele nosso outro jogo – finalizou Ceni.

Contudo, eu acredito que não será um jogo fácil contra o Santos, mas o SPFC vem em uma ascendência muito boa, o que nos favorece entrar em campo e ganhar e consequentemente irmos para a final.

Lembrando que na quarta temos um importante confronto com o Goiás, pela Copa do Brasil, onde o Tricolor precisa apenas de um empate para se classificar.

E você amigo torcedor do MAIOR DO MUNDO, acha que bateremos o Santos e vamos para a final do Paulista? Quem vocês gostariam de enfrentar? Porcada ou Galinha?

Um abraço,

@Henrique_SPFC12

LANÇAMENTO: SÃO PAULO SUPERCAMPEÃO

Mário Vilela, Orlando Duarte e Celso Santos, na Livraria Cultura.

Bom dia Soberanos!

Nesta segunda feira, dia 25/04, foi o lançamento do livro São Paulo FC o supercampeão (Editora Nacional), de Orlando Duarte e Mário Vilela. O evento contou com a presença de ilustres como o treinador Émerson Leão, os ex-presidentes Laudo Natel e Fernando Casal de Rey, além das equipes de @Os_Soberanos, @spfcdigital e @Arqtricolor. No total, foram aproximadamente 150 pessoas, segundo o assessor Luis Guide, que passaram pela Livraria Cultura, que fica no conjunto nacional na avenida Paulista.

Bem humorados, Orlando Duarte e Mário Vilela, pacientemente autografaram livros de fãs, comprimentaram e tiraram fotos com todos. Por fim, Orlando ainda brincou “não quero nada, apenas ir pra casa, pois estou cansado de escrever…” e soltou um sorriso para sua esposa Conceição, que o acompanha sempre.

Nesta próxima quinta feira dia 28/04, o lançamento será realizado no Espaço Unyco, no Morumbi, a partir das 19:30hs.

Por Celso Santos

@Cel_Ss