E HOJE TEM JOGO

Com essa história de técnico que vai e técnico que chega, de Libertadores e de Morumbi na Copa-14 pouco se fala do Campeonato Brasileiro.

E hoje tem jogo!

Sim, enfrentamos o Ceara, terceiro colocado com uma excelente defesa (apenas 4 gols sofridos) com o atacante Washington Orelhinha (lembra dele na Libertadores de 2006 pelo Palmeiras .. HAHAHAHAHAHA) e com o técnico Estevam Soares.

Ricardo Gomes afirmou que não poupará titulares no jogo de hoje e sua maior aflição é não ter o “polivalente” Richarlyon para o confronto desta noite que pode ser sua despedida do Campeonato Brasileiro a frente do Maior do Mundo.

É isso, teremos um jogo de valores invertidos ja que o #SPFC esta perto do Z4 e o Ceará no G4, num Morumbi vazio.

Só nos resta torcer por uma vitória convincente para que possamos salvar o ano Tricolor na quinta-feira.

Quem viver verá.

PROCURADO

PROCURADO: Futebol do São Paulo.
DESCRIÇÃO: Bonito, ofensivo, vencedor, guerreiro e prático que encanta a torcida com uma defesa sólida e um ataque brilhante.
ÚLTIMA APARIÇÃO: Visto pela última vez no dia 06/06/2010 na vitória por 3×1 em cima do Grêmio no Morumbi.
RECOMPENSA: A conquista do Tetra na Libertadores e Mundial.

OBS: Caso o encontre até quinta feira, 05/08/2010, favor devolve-lo ao clube com urgência. A torcida está carente de um bom futebol e agradece a colaboração.

Att,
Toda torcida tricolor.

E AGORA?

Alguem explicou pro Ricardo Gomes que gol fora de casa num jogo de Libertadores vale mais?

E que entre perder de 1×0 e de 3×2 a segunda opção é a mais inteligente?

Mas  e agora?

Qual a solução?

Confesso que não gosto do nosso técnico a um bom tempo já, mas trocá-lo agora não vai resolver. Temos que aguentá-lo por mais uma semana e depois da classificação sim pensar em trocá-lo.

RICARDO GOMES, O SÃO PAULO NÃO É TIME PEQUENO. QUANDO O SPFC ENTRA EM CAMPO EM JOGO DE LIBERTADORES ELE DEVE SER TEMIDO, NÃO IMPORTA ONDE FOR.

A mentalidade pro jogo da proxima quinta-feira deve ser totalmente outra, pressão total. Ja que precisamos de 3 gols pra não passarmos sufoco.

Como disse RC no video que postei ontem.

“Os de Branco tem  que atropelar os de vermelho”

Esse é o sentimento que deve mover nessa semana.

Cuidado Inter, e muito obrigado por ter desligado a água quente e a luz dos vestiarios ontem. Era tudo que precisavamos.

A IRÔNICA ESPERANÇA TRICOLOR

Durante toda a partida a torcida canta “Vai lá,vai lá, vai lá. Vai lá de CORAÇÃO, vamos São Paulo, vamos São Paulo, vamos ser campeão”.

E o time que entra pra vencer e atacar mais uma vez se sente acuado, não lembrando nem de perto o guerreiro das quartas.
Mas continuo com o sentimento irônico de esperança.
A mesma ironia que uso ao dizer pra vocês que estou confiante de que tudo ficará bem.

Temos uma equipe sólida, com jogadores inteligentes que não tomam atitudes que coloquem o resultado da partida em risco, como as entradas quase nunca exageradas do Richarlyson, que inclusive já foi expulso na libertadores.

Talvez como as firulas “infiruláveis” do Marlos, que não conseguiu dar um drible e nem passar a bola ou com nosso profeta Hernanes que no pouco que participou não conseguiu ser produtivo, sem falar em Dagoberto que até tentou, mas pouco e sem sucesso.

Mas podemos ficar tranqüilos, temos no banco o nosso GÊNIO articulador, Ricardo Gomes.

Um monstro da arte de ser técnico que troca brilhantemente Ricky por C.Santana aos 22 do segundo tempo, mostrando suas incríveis habilidades de trocar o 6 pela meia dúzia.

Ironias a parte, podemos sim enxergar uma esperança e pontos positivos:

Só de olhar percebemos o quanto Ricardo Oliveira é diferenciado, mesmo depois de meses parado e no Morumbi vai ser diferente.
Rogério Ceni revoltado e com atitudes dignas de um capitão cobrando a equipe, ele sabe despertar esse time e nós vamos torcer para que ele consiga novamente, se o marasmo do Sr.RG não atrapalhar.

Portanto meus amigos soberanos, vamos apoiar e ter esperança, por mais que seja a mais irônica esperança.

A HISTÓRIA DE UM SONHO: LIBERTADORES

Uma paixão, obsessão, um sonho, o que é essa tal Libertadores que todo São Paulino quer?

Pra quem não sabe ao certo a resposta dessa pergunta nós vamos explicar desde o começo.

Tudo começou em 1974, ta certo que muitos leitores nem tinham nascido (inclusive eu, que vos escrevo), mas essa paixão é antiga mesmo. O tricolor chegou à final e encontrou pela frente o, na época imbatível, Independiente. Com certeza o desfecho dessa história não era o desejado pela torcida tricolor, mas foi só o começo e assim o São Paulo conquistou o seu primeiro vice-campeonato na Libertadores, que se repetiria em 1994 e em 2006.

Em 1990 um cara não muito conhecido foi chamado para ser o novo técnico tricolor, um tal de Telê Santana, conhece? Pois é, e foi esse cara quem nos viciou nessa tal Libertadores da América. Hoje, conhecido como MESTRE, ontem, com realizações e feitos históricos para a torcida tricolor.
Começamos em 1992 como quem não quer nada e perdemos o primeiro jogo da final por 1×0, o que os argentinos do Newell’s Old Boys não esperavam era a super lotação do Morumbi mesmo com horas antes do jogo começar. O fim desse capítulo é fácil de imaginar, São Paulo campeão da libertadores nos pênaltis (chupa Argentina).

Em 1993 mais uma vitória São Paulina, bicampeão contra o Universidad Católica e em 2005 uma goleada digna de campeão no Morumbi lotado, 4×0 contra o Atlético-PR e o São Paulo chegava ao TRICAMPEONATO.

Hoje a história é diferente, hoje a noite é questão de honra, Ricardo Oliveira, Fernandão e Internacional fazem com que o clássico tenha um sabor diferente. Mais uma vez o São Paulo se aproxima de uma final de libertadores e já não sei responder se isso é uma paixão, uma obsessão, ou se é um sonho… E você? O que é a LIBERTADORES pra você?

#VamoSPFC #TetraLibertadores

Curiosidade: No Mundial em 1992 após a partida Cruyff diz: “Se você tem de ser atropelado, é melhor que seja por uma Ferrari.” (chupa Barca)