Análise: intensidade do 1 ao 11 leva rejuvenescido São Paulo à final

Post AnteriorHá dois anos sem jogar, Walce avança em recuperação
Próximo PostCeni: "Mais de 60 mil pessoas no Morumbi, não tem preço"